quarta-feira, 28 de março de 2018

Rascunhos de um eventual Hayekiano - X


1

Mundo óleo e gás


Mesmo com a pressão nos preços, ação reativa exata do represamento com vistas a deter processos inflacionários do período PT, os resultados da Petrobras não saíram do atoleiro em que foi enfiada.

Rodrigo Polito, Juliana Schincariol, Camila Maia e Renato Rostás; Perdas da Petrobras somam R$ 160 bi - www.valor.com.br - 16/03/2018

Destacamos:

“A Petrobras teve, em 2017, seu quarto prejuízo anual consecutivo, de R$ 466 milhões.“

Petrobras fecha 2017 com prejuízo de R$ 446 milhões e tem quarto ano de perdas
Resultado foi impactado por acordo em ação coletiva de investidores dos EUA
www1.folha.uol.com.br - 15.mar.2018


"A Petrobras é muito mais um instituto de previdência, que trabalha para os funcionários, do que uma indústria lucrativa, que trabalha para seus acionistas (a sociedade)." — Roberto Campos

Roberto Campos chamava a Petrobras de Petrossauro, repetindo a frase do Presidente Castelo Branco que dizia: "Se é eficiente não precisa do monopólio, se precisa, não o merece".

Roberto Campos; LIBERALISMO: Roberto Campos em sua melhor forma;,Edições LeBooks, LeBooks Editora , 2017. - books.google.com.br


2

Uma rápida observação sobre carga tributária do seminal pensador em Economia:

“Não há nenhuma outra arte que um governo aprenda tão rápido quanto a arte de tirar dinheiro dos bolsos das pessoas.” Adam Smith

Adam Smith; LIBERALISMO - Adam Smith: Formação de Preços e a Mão invisível; Edições LeBooks, LeBooks Editora , 2017. - books.google.com.br


3

Nos anos 1970, usar meias esportivas de cano alto, com grandes listas coloridas, era moda. Provavelmente, eram oriundas em design das meias dos jogadores profissionais de basquete dos EUA. Curiosamente, sofri deboches quando certa vez apareci na escola com meias deste tipo com duas listas, uma verde e uma amarela. Talvez não fosse moda naquela época cores relacionadas com a bandeira. No início dos anos 1980, ainda era moda meias entre os praticantes de basquete de cano alto, e me orgulhava de minhas meias altas atoalhadas da marca Pony.

Hoje, enfrento comentários de minha companheira de que tenho de parar de usar meias de cano médio, e usar meias de cano curtíssimo, rente a borda do próprio corpo do tênis, e olhe que não estamos falando de tênis de cano alto, muito típicos do basquete. Meias passaram a ser praticamente parte do que seja um revestimento interno dos tênis, e olhe lá.

Somos muitas vezes e até imperceptivelmente vítimas da obsolescência perceptivel / perceptiva/ percebida.

Da obsolescência programável somos realmente vítimas, mas esta não é nem um pouco sutil, sendo autoritária e impositiva.

Conforme a trivial Wikipédia:

“A obsolescência perceptiva é uma forma de diminuir a vida útil dos produtos que ainda são perfeitamente funcionais e úteis. Os fabricantes lançam produtos com aparência inovadora e mais agradável, além de pequenas mudanças funcionais, dando aos produtos antigos aspecto de ultrapassados. Dessa forma, induzem o consumidor à troca. Um bom exemplo é a moda, que se modifica de forma a estimular a frequente aquisição de novos modelos de vestuários.” - pt.wikipedia.org - Obsolescência

Obs.: Merece tradução:

en.wikipedia.org - DMSMS  

A diminuição de fontes de manufatura e escassez de material (DMSMS, Diminishing manufacturing sources and material shortages) ou a diminuição de fontes de manufatura (DMS, diminishing manufacturing sources) são definidas como: "A perda ou perda iminente de fabricantes de itens ou fornecedores de itens ou matérias-primas." DMSMS e obsolescência são freqüentemente usados de forma intercambiável. No entanto, a obsolescência refere-se à falta de disponibilidade devido a mudanças estatutárias ou de processo e novos projetos, enquanto o DMSMS é uma falta de fontes ou materiais.
Um exemplo notório nos últimos tempos é a diminuição da disponibilidade de elementos “terras raras”, essenciais para díodos emissores de luz e todo o mundo de telas geração de imagens e a disponibilidade de cobalto, fundamental para a produção de certas partes das baterias de lítio.

No campo da obsolescência perceptível, existe a terminologia, obsolescência de estilo (style obsolescence), segundo a própria Wiki em inglês::

“Quando um produto não é mais desejável porque saiu da moda popular, seu estilo é obsoleto. Um exemplo é jeans de perna larga; Embora este artigo de vestuário possa ainda ser perfeitamente funcional, não é mais desejável porque as tendências de estilo se afastaram do corte de perna alargada.

Por causa do "ciclo da moda", produtos estilisticamente obsoletos podem, eventualmente, recuperar a popularidade e deixar de ser obsoletos. Um exemplo atual é o jeans "acid-washing", que era popular nos anos 80, tornou-se estilisticamente obsoleto em meados da década de 1990 e retornou à popularidade nos anos 2000.” - en.wikipedia.org - Obsolescence

Um conceito relacionado

“O risco de obsolescência é o risco de um processo, produto ou tecnologia utilizado ou produzido por uma empresa para fins lucrativos se tornar obsoleto e, portanto, não mais competitivo no mercado. Isso reduziria a lucratividade da empresa. O risco de obsolescência é mais significativo para empresas de base tecnológica ou empresas com produtos ou serviços baseados em vantagens tecnológicas.” - www.investopedia.com
Algumas citações

“Se vives de acordo com as leis da natureza, nunca serás pobre; se vives de acordo com as opiniões alheias, nunca serás rico.” - Lúcio Aneu Sêneca (4 a. C. – 65 d. C.), filósofo, escritor, mestre da arte da retórica, membro do senado, questor e magistrado da justiça criminal, durante o Império Romano.

Meu comentário:

Encontro muito mais sabedoria no bando de pobres coitados analfabetos científicos (e até naturais) da antiguidade clássica que no bando de pateta deslumbrado vivo hoje.

“A amizade desenvolve a felicidade e reduz o sofrimento, duplicando a nossa alegria e dividindo a nossa dor. A alegria de fazer o bem é a única felicidade verdadeira.” Leon Tolstoi (1828 – 1910), escritor do Império Russo
“Quantas coisas há no mundo das quais não preciso!” - atribuído a Sócrates, quando em visita a uma feira, noutra versão “Como são muitas as coisas do mundo de que não necessito.”

Gemmas, marmor, ebur, Tyrrhena sigilla, tabellas, Argentum, vestes Gaetulo murice tinctas, Sunt qui non habeant, est qui non curat habere;
[Marfim, mármore, berloques, estátuas tirrenas, pinturas, prataria, roupas tingidas de púrpura getuliana, Muitos passam sem tais coisas, outros sequer se importam.] Horácio, Epistulae, II.2.180.

Recomendação de leitura

Matteo Zallio & Damon Berry (2017) Design and Planned Obsolescence. Theories and Approaches for Designing Enabling Technologies., The Design Journal, 20:sup1, S3749-S3761, DOI: 10.1080/14606925.2017.1352879 - www.tandfonline.com

Arthur Schopenhauer; Aforismos para a Sabedoria de Vida - ateus.net
Em PDF, nos nossos arquivos:

Um comentário:

  1. Bom dia, Francisco. Sou um dos seguidores da bolha que há muito acompanha suas preciosissímas informações sobre economia e outras reflexões filosóficas. Nunca estive aqui antes e vim para estudar sobre a dívida pública e pressão de Frank. Após chegar aqui, tive muita dificuldade de sair, dada a riqueza de conteúdo proveniente de uma mente muito iluminada. Parabéns pelo seu trabalho e obrigado por compartilha-lo. Duas questões para vossa pingucidade: O nabo virá ano que vem ou este ano (sei que não és vidente, mas se fosse pra chutar, qual seria a alternativa)? Keynesiano até as moedas da niqueleira?

    ResponderExcluir